quinta-feira, 4 de outubro de 2007

sistema catastrófico

tava assistindo ao jornal hoje..acho que era da band,não sei...só pra ver o sensacionalismo.
comentários muito pertinentes e que não utilizam nenhum clichê da parte dos apresentadores,como "até quando vai essa pouca vergonha"ou "se isso é o que a polícia tem,imagine (...)".estava super entretida (sim,porque não há outra palavra pra isso!ilusão teatral pura!anti-brecht total!)no jornal quando eu vejo três notícias seguidas de acidentes que não do sistema rodoviário.vi um acidente de trem,um acidente de avião.."catástrofes",como eram anunciados.
isso tudo é uma puta manipulação..pra que a gente se sinta seguro na pista de carro,de ônibus e afins.a gente quase não vê na televisão os acidentes de carro...está banal.o que isso tem a ver,você pergunta?tudo!é tão banal pra gente que costumamos pensar em "catástrofes".não estou dizendo que o acidente recente da tam não foi uma catástrofe,porque de fato foi,mas estou dizendo na verdade que há bastantes catástrofes diárias,muitas pessoas morrem por dia em acidentes em rodovias,em cidades com seu carro.
somos programados pra pensar que estamos super seguros nas rodovias porque as notícias que vêm até nós são dos acidentes de aviões,principalmente..e se pensarmos a morte de 100 pessoas num acidente de avião é realmente catastrófica...mas num âmbito geral,há bem menos mortes nos outros "sistemas"do que no rodoviário por ano.a diferença é abissal!
é um erro crasso pensar em acidentes de carro "banais".são cotidianos,violentos.o número de mortos é absurdo.e o brasil insiste em fazer desse o melhor transporte, aumenta os preços dos malditos pedágios,superfatura e ganha muito dinheiro em cima das vítimas de carro.
não,angélica,não deveríamos ir de táxi..e sim de trem.

ps: aliás,já falei que uma das minhas paixões -além do copo americano!- é o metrô?

6 comentários:

Lais Mouriê disse...

adorei a crítica! bem parecida com o que penso...

Bjos

Dianety disse...

Concordo. Com tudo.

Eu nos meus altos 17 anos sequer tive oportunidade de experimentar outro sistema de transporte senão o rodoviário. Acho que é por isso que detesto ele assim.. Bah.

Solin disse...

eu professor comteou esse assunto na sala. rapaz, é incrível como vivemos em sociedade de papel. como tudo é menira: natal, dia das crianças, jornalismo. Tudo é manipulado, pelo capitalismo, para vender-publicidade. Não é só no Brasil. é questão de mundo.

Claudia Lis disse...

Oi Laura

“não deveríamos ir de táxi..e sim de trem.”

Pois é, gostaria muito de ter essa opção aqui em Salvador. O metrô daqui NUNCA fica pronto. Ajudaria não só na questão de redução de acidentes como também em outras questões. Enfim, ótima reflexão!

Beijos

C disse...

huAuhAHUUA adorei o da Angélica!
E é mesmo mano! O álcool em Avaré tava 1,23!!!!!

Letícia disse...

"não, Angélica, não deveríamos ir de táxi..." hahaha! muito bom!
pois é, pensei nessas coisas semana passada, indo pra facul.
eu sempre vou super tranquila, esquecendo dos riscos nas rodovias. até que me toquei... "caramba, eu posso morrer a qualquer hora!". deu medo :/